11/01/2017

86º Resenha: A Criatura


Livro: A Criatura
Escritora: Laura Bergallo
Páginas: 190
Editora: Escrita Fina
    Sinopse: "Eugênio Klaus, 15 anos, arrogante geniozinho da Informática, tem seu passe precocemente disputado por empresas criadoras de games. Contratado pela Magnum Softwares, passa a trabalhar no projeto do cibertransporte, método que permite transportar o jogador desses games para dentro do mundo virtual. Em casa, particularmente, trabalha na criação de um personagem de computador (a criatura do título), especialmente idealizado para testar os jogos que projeta.Desafiado por sua própria criatura, Eugênio se vê disputando com ela, dentro do ambiente virtual, um jogo cujo tema é a mitologia grega. Heróis e monstros então se misturam, numa aventura cheia de suspense, através do jogo eletrônico que criador e criatura disputam, até seu surpreendente final.







   Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim. Hoje vou apresentar a vocês o livro “A Criatura” da escritora Laura Bergallo, que contem 190 páginas e foi lançado pela Editora Escrita Fina.




   O livro conta a história de Eugênio Klaus, um jovem de apenas 15 anos que é um programador de games muito conhecido. Ele é convidado para trabalhar em um novo projeto da Magnum Softwares, o Cibertransporte. Este programa faz com quer a pessoa que esteja jogando consiga se transportar para dentro do próprio jogo usando um capacete especial.

   Certo dia Eugênio chega em casa e resolve testar o Cibertransporte com um novo jogo que ele mesmo criou “ A Criatura”. Quando ele se tele transporta para dentro do jogo, ele encontra o Loser, um jogador de dentro do jogo que vai jogar contra ele.

   Loser acaba ganhando vida e se revolta contra seu próprio criador, ele desafia Eugênio a jogar com ele cara a cara dentro do jogo. Quem vai ganhar essa disputa? O criador do jogo ou o personagem do jogo? Quem será que vai levar a melhor? 


   O livro é rico em detalhes deixando a história bem estruturada traz uma narrativa muito boa e de fácil compreensão.  A diagramação é maravilhosa com divisão de capítulos numerados com “fases” do livro, os personagens são bem envolventes e faz prender o leitor na história até o fim. Amei a escrita da autora e acabei me tornando fã dela, pois não foi o primeiro livro que eu li, também li “A Câmera do sumiço”e adorei a história narrada. Posso dizer que ambos os livros ultrapassaram as minhas expectativas. 

   A obra realmente é muito boa e traz um pouco também de mitologia grego, portanto, se você é fã de mitologia grega, com certeza vai se interessar por este livro e no final a escritora disponibiliza um glossário que explica a história de cada personagem mitológico do livro. 

   E se você é daquelas pessoas que é apaixonada por tecnologia, computação e jogos, eu também super indico a leitura deste livro, pois as aventuras de Eugênio vão deixar você fascinado. 


   Gostaria de agradecer a escritora Laura Bergallo por enviar essa obra maravilhosa e por me proporcionar mais uma leitura tão agradável na minha saga literária.   

   Espero principalmente que vocês tenham gostado da Resenha e que lhe tenham interessado á ler um dia livro “A Criatura”.




→Segue abaixo a rede social da Escritora.

→ Instagram: https://www.instagram.com/laurabergallo/

10 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Eu adorei a premissa desse livro, embora esteja um tanto fora dos gêneros dos livros que costumo ler. Parece ser bem intrigante e fiquei curiosa para saber como o autor levou o enredo. Vou anotar aqui.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberta, que bom que gostou da dica do livro, ele tem uma história muito boa, vale super a pena ler este livro.
      Obrigada pelo o comentário e o carinho.
      Beijos.

      Excluir
  2. Adorei essa mistura de mitologia grega com tecnologia, que são duas coisas que eu simplesmente amo. Apesar de ser um livro com poucas páginas, é legal a escritora ser bem detalhista em sua história, torna uma leitura melhor. E fiquei curioso para saber quem vai ganhar essa disputa, e é interessante a autora ter abordado isso, as máquinas - mesmo que seja um jogo - se voltando contra uma pessoa ou seu próprio criador.
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótima, super indico a leitura e posso lhe falar que o final é maravilhoso... kkkkkk. Espero que tenha a oportunidade de ler ^_^
      Beijos :*

      Excluir
  3. Achei bem legal e bastante futurista essa questão da "criatura contra o criador" , e se tem mitologia eu já amo!! Só achei essa capa um pouco estranha, rsrsrs Mas é um livro que leria sem pestanejar!
    Parabéns pela resenha! Beijos!

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    A premissa do livro é bastante interessante. Principalmente pelo lance de criador e criatura.
    O gênero foge totalmente da minha zona de conforto, portanto não pretendo lê-lo no momento, mas não descarto a possibilidade de lê-lo futuramente.
    Espero que me agrade tanto quanto lhe agradou.
    Beijos.


    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Oiie!

    O livro me pareceu bem interessante. Eu curto muito tecnologia, então pode ser que eu goste do livro. Dica anotada :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, o enredo é muito bom e eu já havia lido uma resenha sobre esse livro, mas a sua me convenceu e eu fiquei curiosa pelo fim do livro.

    ResponderExcluir
  7. Oi Priscila, adorei a premissa do livro, um tema moderno e super criativo. Fiquei imaginando um livro tão fino com essa história cheia de detalhes, mas pelo que percebi, a autora soube conduzir bem a trama. Fiquei curiosa para conhecer a escrita dela. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Acredito que talvez por falta de conhecer mesmo o autor e o livro eu nao tenha me interessado muito, mas nada como o tempo para mudar de ideia.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir